Mushi na Europa - Back in the DDR

| 9 Comments

Bom, já que os museus da Ilha do Museus estavam mais caros do que eu estava afim de pagar - sim, pãodurice, mas também o fator "eu estou na Alemanha para ver coisas daqui, não itens surrupiados adquiridos do Egito, Grécia e Mesopotâmia. Estas coisas são foda de se ver também, mas não to no clima pr'isso" - vi a atração mais próxima no guia: O Museu da DDR


Ingresso já comprado (6€) e a página do meu guia :P

....Quando eu era um garoto pequeno lá em Barbacena era comum nas bancas de jornais sairem coleçoes em fascículos (para encadernar, coisa que nunca vi acontecer...), uma das que acompanhei era uma com selos do mundo inteiro, cada semana um país (sim, já tive minha fase filatelista, mas nunca tive a oportunidade de usar a cantada de convidar a menina para ir em casa ver a coleção de selos). Foi com essa coleçãoque ganhei o skill de reconhecer o nome de muitos países na língua original e para mim a sigla "DDR" é uma velha conhecida que não via há anos: Deutsche Demokratische Republik, República Democrática Alemã, a famosa Alemanha Oriental :)
Então, enquanto vocês, seres humanos normais estavam livres de ocupar neurônios com isso, me senti compelido a procurar o tal museusinho como uma mariposa atrás de lâmpada (para variar, me perdi) e logo achei, ali do lado da Museumsinsel:




Ok, por seis euros, talvez não seja lá grandes coisas: painéis com fotos e vídeos, produtos da época socialista, textos explicativos a mil, bastante coisinha para se ver e ler até, mas pouco atrativo para olhos apressados. De mais legal, tem uma maquete esquematizando como era o Muro de Berlim, uma sala de interrogatório...




Me senti em V de Vingança :3

...e de uma cela também:






Ops, fui capturado!!! o.o

(Visitando o site do museu, vi que tem várias coisas que não achei, não me chamaram a atenção ou simplesmente estavam expostas, talvez fosse pressa/acanhamento mesmo. Mas foi aí que fiz algo que nunca tinha feito antes: pedir para um aleatório (alemão? outra nacionalidade?) qualquer tirar foto de mim, e vice versa. Afinal, somos todos turistas :) Depois disso, fiz várias vezes no restante da viagem. Japoneses foram minhas vítimas favoritas :P)

Também tem dois veículos lá, um Volvo 264 TE (300 deles foram feitos para os ministros da Alemanha Oriental)...


Por que todos somos iguais, mas alguns são mais que os outros u_u

...e um Trabant:


o carrinho mais popular do meio país, feito com fibra de plástico, barato, cheio de problemas.
Hoje é símbolo da época que passou^^


Falando em Trabant (ou "Trabi", o apelido que deram^^), muitos deles foram abandonados após a queda do Muro, e atualmente é fácil você achar vários deles expostos dentro de lojas de souvenir, ou em livrinhos contando a história do veículo, ou miniaturas... ou passeando pela cidade:




Achei pelo menos duas empresas oferecendo passeios por Berlim atráves de Trabants, os Trabi-Safari^^

Duas curiosidades: em 1997 a Mercedes Benz fez testes de baliza com o seu Classe A e um velho Trabant. O carrinho da Mercedes capotou, a relíquia comunista, não. Se alguém achar esse vídeo completo, me passe x).
E estavam planejando um relançamento do Trabi, com banho de design e tal, ficou bonitinho até, mas parece que é um daqueles projetos eternamente adiados. Pena.

Europa 2012
antes de tudo (I)antes de tudo (II) e dali eu passei X)Finalmente em Berlim, mas... vamos falar do metrô? -_-'Berlin, AlexanderplatzIntervalinhocontroladamente perdido.até a Ilha dos Museus (e não entrar lá :P)Back in the DDR
Japão 2011
sRViajo ou não viajo pro Japão?Prova do crimePreparação de viagemparte zeroparte umparte doisparte trêsparte quatroparte cincoparte cinco e meioSobre namorar japonesas no Japão...parte seis


Ah, pra fechar, também vi em Berlim outros alemães mais conhecidos nossos:


uma conservadíssima Kombi pão de forma azul

...e uma vez vi um fusquinha perfeito rodando pela cidade, pena que não saquei a câmera a tempo :(



Ainda usando a capa do velho fichário

9 Comentários

Elvis Rodrigues (@tocadolobo) em 23/02/13, às 00:13: Não me interessei pelo museu do DDR (ao ler a sigla na minha cabeça só veio Dance Dance Revolution XD), e terei que ver bem em quais museus da Europa irei. A única certeza é o Louvre e uma boa dose dos londrinos, já que são gratuitos. Em Berlim talvez eu veja algo do Holocausto mesmo, apesar de não me atrair pela temática II Guerra e achar muito pesado. Mas olha só, foto sua! É a segunda que vejo, depois da matéria no jornal! XD (Reply)
mushi-san replied to comment from Elvis Rodrigues (@tocadolobo) em 23/02/13, às 00:37: Sobre Holocausto e Segunda Guerra, recomendo dar uma pesquisada ANTES da viagem: meu guia tinha bem pouco sobre os temas, e acho que a falta de informação sobre isso nos guias é epidêmica. Para achar a localização do bunker, tive de apelar pra wikipédia ¬¬
Há guias temáticos (Segunda Guerra e Guerra Fria) nas (muitas) lojas de souvenirs, mas não os comprei XD Mas Berlim Oriental se esforça mais para recordar o século XIX e os anos comunistas, jogando o que tem entre estes dois períodos depois do tapete ^^
(A casa de Anne Frank é fora dessa região, mas não muito longe)(e não fui XD) Terá mais fotos minhas, para alegria dos fazedores de carrancas do rio São Francisco X) (Reply)
Elvis Rodrigues (@tocadolobo) replied to comment from mushi-san em 23/02/13, às 00:54: Eu planejo praticamente tudo antes de viajar, inclusive levo mapas impressos com os locais a visitar, preços e tal. Vou até comprar ingressos de alguns museus antes, tipo o do Vaticano, que evita a fila. XD
Tem algumas cidades que têm um passe que vale para vários museus em vários dias e pode valer a pena também, ainda vou averiguar. =] (Reply)
Rafael em 24/02/13, às 01:23: Caro, só um detalhe automobilístico... o Mercedes capotou quando fazia um teste chamado "teste do alce", no qual, a uma velocidade constante, o carro é forçado a mudar de trajetória para a esquerda e depois para a direita, simulando um desvio brusco. E o azar foi tanto que o carro capotou quando jornalistas "testadores" de uma revista na Suécia fizeram o desvio, e não na mão dos pilotos da Mercedes. A Mercedes negou o problema na época, mas recolheu os carros para que fosse colocado controle de estabilidade e a suspensão fosse alterada. tudo bem , não muda o fato de que o carro capotou XDD, mas eu não podia deixar passar :P (Reply)
Gisela em 25/02/13, às 05:22: A rota que vc fez pra ir é impagável. Só você mesmo. (Reply)
Gisela em 25/02/13, às 05:24: O caminho que vc fez pra ir ao museu? O.O
Só tu mesmo. (Reply)

Deixe um comentário

About this Entry

This page contains a single entry by mushi-san published on February 22, 2013 11:24 PM.

134) Cabeça de Negro was the previous entry in this blog.

[Instagram] is the next entry in this blog.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en