Mushi na Europa - Entre a ilha e o portão

| No Comments | No TrackBacks

Depois da rápida e controlada viagem no tempo? O que fazer? Haviam mais algumas garotas ali do lado tomando banho de sol...


Estas parecem que pegaram um pouco mais de cor e firmeza no corpo que as moças que estavam tomando sol no descampado do Palast der Republik

...e, segundo o mapa, a coisa mais legal ali perto era o Portão de Brandemburgo, que tava pouco menos de 2 quilômetros à oeste dali. Uma andadinha curta (pros padrões paulistas, pela minha vivência com amigos de outros estados). Zanzei de novo entre os museus...


"Oi de novo, Alte Nationalgalerie" o/ (ao fundo, a torre de TV e a Catedral^^)


Outra entrada do Pergamonmuseum


...e encontrei esse treco aqui, o Neue Wache


Uma fachada bonitinha...


...contendo uma estátua e um buraco no teto :P


(o Neue Wache é um prédiozinho bonitinho só, onde o lado de fora é mais interessante aos transeuntes que o de dentro. E, segundo o texto da wikipédia, tem pouca carga histórica comparada com a vizinhança que o cerca, e muita birra, mas muita birra da Guerra Fria e o que veio depois).


Dali, para chegar no Portão é só seguir a avenida chamada:


...que fica estratégicamente colocada entre os dois núcleos turísticos da cidade.
Atualmente é uma larga avenidona...

...recheada de embaixadas e muitas, muitas lojas de produtos turísticos. Mais que o Esperanto, o brega é a língua universal - faz até sentido, numa via que também tem várias embaixadas. Pechinchei todos meus souvenires e presentes pros parentes subindo e descendo a Unter den Linden e nos camelôs soviéticos russos instalados perto de qualquer prédio vagamente atrativo à turistas.


Esse camelô aqui fez ponto perto da Alexanderplatz.
Bobeei e não comprei um destes chapéis estilosos ;;



Já que o tema debandou para souvenires, acho que o mais famoso de Berlim desde a queda do Muro sejam pedaços do próprio, que você acha a venda a partir de dois euros uma pedrinha:

São as coisinhas coloridas em cima dos cartões engraçados à venda. Viu?

São pedaços reais do muro? Não sei, parece que sim, o bicho era grande (155km), mas às vezes acho que os pedaços à venda dão para circundar a Europa inteira...
Bom, pelo que pude deduzir nestes artigos (em inglês), após o fim das fronteiras, pedaços foram vendidos para museus e, vendo que o povo tirava pedaços com picaretas como lembrança, um alemão mais esperto que os outros esperto comprou 300m, e até hoje está picaretando o partindo em pedaços pequenos, colorindo com spray e abastecendo o mercado de souvenires na Unter den Linden x)

Assim, voltando à pergunta se o que estão vendendo são pedaços reais do muro, tenho 3 respostas do que pode ser:
a) pedaços genuínos do Muro, com as pichações originais feitas no lado ocidental (interno :P). É de longe, a menos provável.
b) pedaços genuínos pintados com spray (estou convencido e marcaria essa alternativa)
c) ou pedras quaisquer pintadas. Nada impede :P
Resumo: a única certeza sobre estes pedaços do Muro é que você comprou em Berlim^^



Falando em souvenir, tem outra coisa em Berlim que chama sutilmente a atenção e depois descobre nas lojas que é outro dos símbolos da cidade: os Ampelmännchen:

...que são os bonequinhos dos semáforos :)


Fonte: Wikipedia

Eles são originários da Alemanha Oriental. Com a reunificação do país, tentaram tira-los e colocar os "normais" (para padronizar), mas com o tempo a situação se inverteu, e eles que acabaram ocupando os semáforos de toda a cidade - até no antigo lado ocidental :)

E certamente são um exemplo de Ostalgie (Ost (leste) + Nostalgie (nostalgia) = a nostalgia pela vida no lado comunista da Alemanha) e visualmente muito legais, fiquei fã deles e comprei dois adesivos assim que vi:




...né? XD

P.S.: Lição de casa que preciso cumprir um dia: assistir Adeus Lenin.
P.S.2: Quem quiser esses adesivos clica aqui!




Europa 2012
antes de tudo (I)antes de tudo (II) e dali eu passei X)Finalmente em Berlim, mas... vamos falar do metrô? -_-'Berlin, AlexanderplatzIntervalinhocontroladamente perdido.até a Ilha dos Museus (e não entrar lá :P)Back in the DDREntre a ilha e o portão
Japão 2011
sRViajo ou não viajo pro Japão?Prova do crimePreparação de viagemparte zeroparte umparte doisparte trêsparte quatroparte cincoparte cinco e meioSobre namorar japonesas no Japão...parte seis


Para encerrar, duas curiosidades:
1) A Unter den Linden estava com vários trechos em obras. E era curioso o nome da empreiteira (?) que parecia ser respondável pelos trabalhos XD


Ok, é um sobrenome comum por lá, mas não deixa de chamar a atenção a coincidência com nosso arquiteto mais famoso :) É tudo gente que mexe com concreto nalgum nível...

2) E numa nota não relacionada, eis o sobrenome do vizinho de baixo no apartamento ao que fiquei:

Esse não é um sobrenome alemão, é irlandês e deve estar sofrendo muito bully local por ser parente do vampiro mais... purpurinado da literatura :P

#cabô

Deixe um comentário

About this Entry

This page contains a single entry by mushi-san published on March 18, 2013 9:21 PM.

148) Bombom de Leite Condensado was the previous entry in this blog.

[ask.fm] Se você fosse escrever um livro, sobre o que seria? is the next entry in this blog.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en