Jedi colorado

| 2 Comments

Sexta foi dia de eu curtir a conjuntivite em casa e ver o povo surtar com o "teaser" de Star Wars VII. Pessoalmente. não me animei muito: apesar de ser fã de navinhas e aliens, olhando para trás, acho que das séries cinematográficas oitentistas De Volta Para o Futuro me marcou mais, e entre o material espacial "pop" disponível naqueles anos pré-internet e dentro de um orçamento familiar apertado, Patrulha Estelar e O Último Guerreiro das Estrelas fizeram mais estragos em mim.
Também me fez estragos as decepções que foram os episódios I à III - tão ruim que até eu fui jedi! - então assisti o trailer teaser com cara de nhé.
Ok, foram mais tela preta e areia que teaser, achei legal ter um negro logo de cara, gostei e me preocupei com a retomada de elementos antigos da série (só que de forma diferente) e assisti o mimimi no twitter sobre o sabre de luz exagerado que enfiaram. Achei nada demais, mas sei que a galera só vai cultivar ansiedades até o grande dia.

E na mesma tarde, morreu Roberto Gómez Bolaños, quase homônimo de um escritor, que tinha um personagem quase homônimo de um presidente que ficava em Caracas.
Gracinhas à parte, nunca fui fã de Chavez ou Chapolim, e quando li as opiniões pessoais de Bolaños, gostei menos ainda, mas é de se respeitar alguém que tenha feito a alegria de tanta gente. Apesar de tudo, o humor dele era só bobo, não nocivo - é o que temos de demais por aqui.


Assim, fiz essa gracinha pro twitter: para homenagear Bolaños, Star Wars VII terá um sabre de luz em formato de martelo do Chapolim:

Catei tudo na rede (frame do teaser, martelo do Chapolim, gerador de título) e fiz um misturadão em 10 minutos no fotoxop :) Ao menos devem reclamar menos do sabre de luz esquisito agora :P

2 Comentários

Jonas Hitman em 30/11/14, às 22:15: Muito legal a cross-homenagem =D (Reply)
Adriana "Strix" em 30/11/14, às 22:16: Pra mim, Chaves e Chapolim são coisas que transcendem as pessoas envolvidas. Nunca achei aquela coca-cola toda quando via os atores falarem sobre a obra. A obra fala por si só, e fala ao coração. Adoro Chapolim e sua sátira às séries de heróis (e um humor que achei que melhorou com meu amadurecimento, ao contrário do que normalmente acontece) e adoro Chaves pelo modo como aqueles tipos humanos ali estiveram sempre tão próximos da minha realidade da infância.
Pra mim, o amor cobre uma multidão de pecados, e o trabalho de Bolaños foi muito amor. Acima de qualquer controvérsia, acima de qualquer atrito que os atores da série podem ter tido entre si, está o fato de que todos contribuíram para algo que foi pura beleza. Chaves já estava morto há muito tempo, mas agora poderemos dar a ele nosso muito obrigado final e um enterro digno. (Reply)

Deixe um comentário

About this Entry

This page contains a single entry by mushi-san published on November 30, 2014 8:46 PM.

Continuem longe de mim! was the previous entry in this blog.

"Resenhas" rápidas: Nível Zero #1 e Fashion Beast is the next entry in this blog.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en