Vakinha do Eibl

| 2 Comments

Povo, não sou de pedir, ainda mais aqui, mas seguinte:

Uns poucos anos atrás minha namorada adotou Eibl, um chinchila. O bicho é cheio de personalidade, muito fofo e me odeia na mesma proporção da sua fofura. Mas ele curte muito sua dona, que cuida dele direitinho (afinal, é uma espécie que pede muitos cuidados de seu criador - falo disso abaixo).


05dez15 - "Oi, sou Eibl"

Mesmo assim, sendo cuidado de forma exemplar, Eibl deu azar na vida: ano passado, depois do carnaval, teve um abscesso e teve de tirar três dentes numa cirurgia. A cicatrização demorou quase dois meses, com Lia tendo de pegar ele duas vezes ao dia para limpar o buraco aberto embaixo do queixo do chinchila, passar remédios... bom, foi estressante para os dois: para Eibl, que ODEIA ser pego e ter um machucado mexido a cada doze horas e para a dona, que tinha de lidar com um bicho cada vez mais nervoso, arisco e reagindo com mordidas e tudo mais para uma situação dolorosa que ele não entendia.
Eu mesmo ajudei várias vezes e ganhei várias mordidas nas pontas dos dedos, vocês não tem idéia de como os dentes de um chinchila são bons....


30mar15 - novinho, poucos dias após ter chegado =)

Bom, graças a Deus essa fase passou, buraco cicatrizou, a paz veio. Como ele perdeu vários dentes em baixo, ocasionalmente ele tem de ir cortar os excessos dos de cima: chinchilas são roedores e como tal, os dentes não param de crescer - inclusive, esse é um dos motivos deles não pararem de destruir tudo o que veem pela frente com seus dentinhões: eles tem de ser gastos.




30set16 e 02mai17 - roedor roendo

Fim do ano passado foi feito o procedimento de aparar os dentes dele, sem problemas, e estava chegando a próxima vez de fazer isso, quando, de um dia para o outro ele ficou amuadinho na sua gaiola, sem vontade de fazer nada.
Nada, mesmo: ele adora pular, explorar o quarto, se jogar nas coisas e quicar, o bicho é 220 volts pra cima. E de repente não queria fazer nada. Nem brigar comigo. E ele me ODEIA, já disse. E isso é preocupante.


22abr17 - Nhoc!

E as preocupações foram se confirmando e se desdobrando em outras preocupações: os dentes tinham crescido além do normal e Lia não tinha percebido - o bicho estava se alimentando pouco e errado, enchendo o aparelho digestivo de gases.
É assim: a gente tem apêndice, eles também. Mas a evolução fez o nosso virar praticamente um enfeite que tem de ser extraído, o dos chinchilas tem bactérias essenciais para a digestão. E essas bactérias são meio tonhas, elas continuam trabalhando mesmo com falta de alimentos, inflando o bicho por dentro como se fosse um balão. Eibl, como todos os da sua espécie, são uma espécie de cruzamento de activia com johnny walker: eles cagam e andam, não precisando peidar. Como ele não tava comendo, não tava cagando, não tava soltando os gases acumulados. Isso é ruim.


15nov16 - finge aceitar cafuné, mas na verdade espera a hora de roubar a maçã na minha mão...

Mas não foi tudo: falta de alimentação é falta de glicose, e para eles resulta em convulsões. De repente, o bicho que já estava amuado se contorcia, às vezes caindo do alto da gaiola. Lia conta que uma madrugada ele teve uma série de ataques que durou duas horas e ela cuidando para ele não se machucar e acalmar. Sim, ela consultou especialistas e veterinários (inclusive fez o aparamento dos dentes, logo no começo da novela, até achávamos que as coisas se resolveriam sozinhas por ali)(nos enganamos), chegou a ter uma receita médica para comprar gardenal (uma gota do remédio + 4 gotas de água, misturar, dar uma gota só da mistura pra ele.... pode uma coisa dessas??) e glicose. E com tudo isso, as coisas não pareciam se resolver, que estavam atacando os sintomas, não a causa. Lia pediu uma indicação de onde interna-lo e assim foi feito.


04out16 - beijo

Um detalhe que não pus aqui e vocês não são obrigados a saber, esquecimento meu: não moramos juntos, pelo contrário, vivemos em dois metrôs e um ônibus de distância. Então não estou sempre presente pra ajudar. Mas no dia que internamos o Eibl, eu estava junto, ele tendo convulsões no taxi, os médicos dando prioridade pra ele porque o ataque não tinha acabado ainda, raios-x, espera, diagnósticos e notícias ruins:
1) ele tava de estômago vazio, puro gás lá dentro. Daí falta de alimentação, glicose, convulsões. Por outro lado, estava longe de estar tão grave a ponto de pressionar pulmões e coração e matar o bicho.
2) o corpo enfraqueceu e ele tinha ganho uma otite, provavelmente oportunista. Ela já estava sendo tratada, mas era mais feia do que parecia. Provavelmente poderia estar colaborando com os ataques, o cérebro é ali do lado.
3) outra notícia ruim é que a otite afetou um dos olhos, que ulcerou de vez e teria de ser extraído. Inclusive pode ter se machucado numa das várias quedas que ele teve =/ Lia tinha notado isso antes, mas uma das veterinárias anteriores falou que melhoraria sozinho... e não era bem assim.


e por isso eu fiz ele que nem um piratinha...

Enfim, depois de quase duas semanas de internação, com dona indo todo dia adular o bicho carente (uma viagem de ônibus do trabalho dela), ele saiu da internação, saudável e caolho. Ainda está meio inseguro para andar e pular como antes, já que perdeu a visão tridimensional. Talvez tenham outras sequelas depois de tudo isso, mas ele continua carinhoso com Lia, tentando me atacar e voltou a ter a fome de leão de sempre :DDD

Acabou?

Não: depois de extrair o olho, o doutor percebeu nas radiografias um pontinho branco que estava no bicho desde o começo e ninguém tinha prestado atenção - Eibl tem uma pedra nos rins, que tem de ser tirada. Como chinchilas tem um osso no pênis (o báculo) (por sinal, há uma interpretação alternativa do Gênesis de que foi esse o osso tirado de Adão, não uma costela), ele não vai ser capaz de expelir o cálculo pela uretra, então vai ter de passar na faca dentro de alguns dias.


05ago17 - de olho costurado, mas extremamente fofo :)

Agora sim, acabou. E saiu caro: Lia calcula que entre cirurgias e dias de internação, sem contar remédios e transporte, gastou uns dois mil reais - e ainda não computamos a extração da pedra... É por isso que estamos passando o chapéu: para ajudar a cobrir o rombo no orçamento que um bicho de meio quilo é capaz de fazer (mas que chegou a perder um terço do peso nessa brincadeira) quando as coisas dão ruim. Qualquer valor vai ser de muita ajuda, mesmo se ficar longe dos gastos serem cobertos.

Caso queira nos ajudar, clique aqui =) Coloquei uma meta meio alta, para cobrir o que gastamos, o que estamos para gastar, fora as taxas que a vakinha cobra da gente :)

Caso queira fazer depósito direto em conta, me contate via mail (mushisanARROBAyahooPONTOcom) que passo os dados de contas, etc^^


PS: tenho uma certeza: Eibl pode ter tido azar na genética, mas tirou a sorte grande na dona =)


05ago17

respondendo aqui rapidinho umas perguntas que me fazem, o post ficou enorme:
1) por que ela adotou uma chinchila? Lia tem pouco espaço (mora numa quitinete) e fica em casa só a noite. Queria um bicho, e chinchilas são animais noturnos que requerem pouco espaço.
2) quantos anos Eibl tem? Quantos anos chinchilas vivem? Ele tem dois anos e meio e chinchilas vivem até 15, 20 anos.
3) são animais que precisam de muitos cuidados especiais? Todo bicho precisa de cuidados, mas as principais são 1) não molhar (eles mofam...) 2) não deixar em ambiente quente (acima de 30°C corre o risco de morrer) 3) mantenha-o longe da luz forte 4) nunca o alimente após a meia-noite.
4) eles costumam dar tanto problema assim? Não. Inclusive conhecemos um de 14 anos que o dono desleixou completamente, os incisivos cresceram demais, deram a volta para dentro, furaram o palato e sairam pela narina. Feita cirurgia, o bicho sarou e estava muito bem obrigado, mesmo com essa idade e o tamanho do problema :|

2 Comentários

Adriana (Strix) em 09/08/17, às 01:07: Tadinho do Eibl. Vamos torcer pra esse azar passar. x.x (Reply)

Deixe um comentário

About this Entry

This page contains a single entry by mushi-san published on August 8, 2017 1:21 AM.

Glenn Talbot was the previous entry in this blog.

Vakinha do Eibl (2) is the next entry in this blog.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en