"Resenhas" rápidas: xxxHolic e Tsubasa: Reservoir Chronicle

| 2 Comments | No TrackBacks

Eu não sei direito como funciona o grupo CLAMP - o grupo de moças tiazinhas (como se eu fosse a cousa foufa mais nova do planeta que produzem mangás de sucesso há cerca de vinte anos) - mas de uns anos para cá tenho a impressão que existem duas cabeças de roteiro: uma que faz bombas pretensiosas, como Chobits (os bonzinhos vão falar que essa história é sobre o amor romantico não carnal. "Uma ode ao sexo anal", dirão os maldosos) e outra que faz histórias legais, mas dentro de fórmulas consagradas, tipo Angelic Layer (o tema tem vários pontos de contato com Chobits, mas é muito melhor).

Enfim, mês passado terminei de ler os dois mangás do título do post. São em tese "ligados" (há algumas tangências de roteiro entre um e outro, quase no molde americano de crossover), mas.... well, Tsubasa é um lixão. Começa até legal, como uma versão alternativa de vários personagens de séries anteriores do grupo, viajando em vários mundos, onde encontram outras versões alternativas de outras séries, mas o roteiro vai degringolando, ficando confuso e artificial... sabe quando a partir de certo ponto você não sabe e nem se importa mais com os personagens ou com a trama, só quer chegar ao final logo? É isso.
Com o plus que CLAMP é péssimo em desenhar lutas.
xxxHolic é - na maioria das vezes - uma série de pequenas histórias sobrenaturais encadeadas, muitas com uma "lição" no final. É gostoso de ler, os personagens são simples e divertidos, e as partes inexplicadas no roteiro geralmente são fruto das intersecções com Tsubasa - mas recomendo ignorar estes detalhes, ou procurar resumos do que aconteceu fora da internet. O final é melancólico e pode não agradar alguns, mas achei justo e aceitei^^

Veredicto: recomendinho xxxHolic e fujam de Tsubasa: Reservoir Chronicle.

2 Comentários

Leandro Augusto Pereira em 17/02/12, às 23:11: Vixe, faz uns 8 anos que não leio nada do Clamp. Lembro que deixei X pela metade, mas já não estava curtindo a série. No entanto, eu gostava de Rayearth, principalmente do anime. Tinha umas boiolices como todo shoujo manga, mas era divertido. Mokona até hoje é o protótipo do bichinho fofinho, junto com o Pikachu e o Totoro. (Reply)

Deixe um comentário

About this Entry

This page contains a single entry by mushi-san published on February 12, 2012 10:22 PM.

93) Pastel Cozido was the previous entry in this blog.

94) Nega Maluca is the next entry in this blog.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en