Recently in Férias Category

...digam-me onde.

(pra pqp nem pro inferno não valem, por que vou lá de segunda a sexta, das 10 às 16...)

Férias marcadas. Trinta dias a partir de 5 de maio :P

Depois vem a outra fratura no pé greve.... =Þ

Na minha última segunda de férias, saí da capital nova e fui até a capital antiga. Ao contrario do ano passado, em que fui ver alguem alguém que não merece, fui dessa vez aproveitei pra conhecer outra Cris, mais uma antiga de icq que nunca vi ao vivo (fiz uma lista de gente que só conheço interneticamente e preciso conhecer ao vivo. Acho que até que a baiana da Amanda eu vejo esse ano...).
Desci do Galeão antes do meio dia. A instrução era ir até o Teatro Municipal e andar alguns quarteirões e encontrar a faculdade. Seria bico para mim se a cidade fosse São Paulo, mas como não estava na minha terra... mapinha de turista na pão e procurar ônibus! Logo na saída no aeroporto, achei um que me levasse ao centro, (ônibus executivo como se fala por aqui, cinco reau a passagem, mas mais barato que gastar quarenta-cinquenta contos de taxi como da outra vez) e fiquei constantemente comparando a paisagem da janela com meu mapa dobrável =P
Na primeira paisagem conhecida do centro da cidade, desci, procurei estação do metrô - sou paulista, eu pego metrô! Carioca é que vive fazendo baldeação de ônibus pra cruzar a cidade - desci na Cinelândia, e com alguma sorte me localizei no mapa que a Cris fez :) Chego na facu, acho um orelhão para avisar da minha presença lá e ela me puxa para assistir aula. Na viagem do ano passado assisti aula na UFPE e UFRJ, este na UERJ. Em breve estou formado.

Como essa foi uma passagem relâmpago pelo Carioquistão, fiquei na ESDI pouco mais de uma aula, Cris me levou até a rodoviária - onde conversamos o problema em comum: "quando uma pessoa querida vira um idiota", e de lá voltei para Sampa. Quarta voltei pra senzala -_-'


Todas as pessoas que visitei são especiais para mim. Cris e Júnior conheci num momento extremamente difícil para mim, e cronicamente péssimo para eles, onde tive de ser forte quando estava mais machucado, e quando recebi muito apoio e conselho, e desabafei o que me doia por dentro. Graças a Deus tive de passar por isso, e graças a Deus isso está passando.
Já a Cris do Rio conheci muito antes, trazendo com ela uma das muitas coincidências da minha vida^^ Meu aniversário de 2003 foi uma merda para mim, mas foi ela quem salvou o meu de 2004 sendo a amiga que ela é. Pena que a vida virou de modo muito ruim para ela neste 2005, mas já são águas passadas.

Era pra eu ter feito disso numa tacada só. Cada dia que passo me convenço mais que sou cronicamente enrolado... o.o

No Domingo foi o dia em que conseguimos subir na Torre de Televisão - o tempo tava cada vez mais nublado, a frente fria estava mais rápida, em Recife ela demorou dez dias para me achar... :P - e dar um pulo no monumento a JK.
Por sinal, o que não falta naquele miolo de Brasília são monumentos =p Nada mais natural nascida para ser a sede do país, mas uma coisa é saber disso, outra é ir lá e comparar na prática com a terrinha em que você vive =)
Domingo também foi meu último dia inteiro na Capital. Na manhã de segunda Cris me levou ao aeroporto e de lá fui ao Carioquistão pela zilionésima vez na vida encontrar pela primeira vez uma amiga antiga. Relatório amanhã.

"e quem se importa?"

E ia comentar mais uma coisa sobre sexta, mas esqueci... ¬¬

Sábado foi dia de subir na torre de televisão, mas tava fechada para o público, então ficamos dando voltas na ferias hippie, comprei algumas lembranças da cidade. Depois passamos em shopping XD, pela ponte nova e na Ermida Dom Bosco - na outra margem do lago Paranoá - onde tiramos várias fotos da cidade ao por do sol.
É uma das melhores paisagens da cidade, não é a toa que a classe média invadiu terreno do governo pra construir "casinhas" nada humildes ¬¬

Sábado também foi festa de amiga de Cris. Pena que minha fama de Frente Fria estava funcionando e congelamos aquela noite o.o

Afinal, aqui é um blog!

Sexta: Acordar cedo, muito cedo. Pus o palm-relógio para despertar as 5 da manhã, mas minha mãe bate o recorde de me chamar cinco minutos antes disso. Manhã fria.
Um ônibus e dois metrôs depois, encontro minha ovelha ruiva de estimação que convenceu a madrasta para me levar de carro até Congonhas e que me convenceu a aceitar isso também. Ninguém merece acordar cedo pra levar cunhado pra lugar nenhum.
Quase uma hora de namoro depois, embarco no quinto vôo de minha vida, assistindo tudo pela janelinha, claro :P

A parte que mais gosto em viagens de avião é a decolagem. A que mais detesto é de ficar lembrando as estatísticas de acidentes...

Já em BSB, Júnior, marido de Cris me reconhece pelo cabelo comprido - sou ponto de referência ambulante - e me leva para a casa deles, onde vou ficar hospedado. Vou com ele em seguida pegar o Mateus (o filho mais novo do casal) na escola, Cris chega logo em seguida e passo a tarde andando com ela pelos pontos turísticos em torno da Praça dos Três Poderes: fotos na Catedral, fotos de mushi sentado nas cadeiras dos deputados, fotos de mushi abraçado com candango, fotos de prédios do Niemeyer.
No final da tarde, a banda dos Dragões da Independência apareceram no Palácio do Planalto para trocar a bandeira, com a boa surpresa no repertório: Aquarela do Brasil, Sampa e várias outras além do Hino Nacional :)

A noite, voltamos para o apartamento, ajudei a instalar a rede sem fio (na verdade mais olhei que ajudei :P) e fui dormir.

E a aurora alcançou Sharazad, que parou de falar. Disse Dinarzad: "Como são agradáveis e espantosas as suas histórias, maninha". Ela respondeu: "Isso não é nada comparado ao que vou contar-lhes na próxima noite, se eu viver e for mantida".

Rápida coleção de impressões sobre Brasília:
- A Catedral é pequena! O.O (E é bem maior por dentro que por fora...!!!!)
- Como tinha chovido antes de eu ir lá (sim, Brasília tem fama de clima seco, mas chove, acreditem!!!)(juro que não to mentindo, sério!), estava tudo verde. Me lembrou a USP: largas avenidas, calçadas largas com muita grama e vegetação entre elas e os prédios no meio.
- Não consegui classificar o sotaque brasiliense. Claro que é diferente do paulistano, mas não é alienígena que nem o carioca :P Nem tão diferente quanto o pernambucano :) Uma ex-amiga uma vez disse que o brasiliense fala como o carioca, mas mais largado. Não achei não :)
- Falando em Rio, Brasília não tem a presença militar que o Carioquistão tem. Na capital antiga, você vê muitos quarteis e às vezes um veículo militar ou outro nas ruas. Não é a impressão que tive em BSB.
- Você só tem noção de quão grande é Sampa quando vai pra outra capital. E de quão desorganizado fisicamente é Sampa quando você vai pra Capital Federal... cidade planejada é outra coisa...
- É uma sensação a parte estar no meio de tantos cartões postais ao mesmo tempo XD De repente você está num lugar que virando para um lado você vê o Congresso, vira e dá de cara com o Itamarati, ou o Palácio do Planalto ou qqr coisa do Niemeyer que você está cansado de ver na TV^^

Depois dou um resumo da viagem, mas antes de tudo gostaria de agradecer a Cris, ao Júnior, Mateus, Ângela e Amanda por terem me aturado todos os dias em que fiquei na cidade =) Obrigado mesmo ^_^

Finando a primeira semana fora da senzala, aos poucos to pondo alguns vícios em dia: ontem comecei a escrever a parte três da Raquel (ainda não tá me agradando, mas antes isso que nada), dei uns tapas no visual do mushicomics, postei algumas velharias no DeviantArt - preciso peneirar meus CDs e por mais coisas que fiz ^^ e acabei de postar algumas fotos do Tição no Flick.

Também quase desenhei ontem, tava bem inspirado, mas me estressei numa conversa por msn e vou ver se retomo hoje. E pretendo deletar minha conta no fotolog, talvez o mesmo pros flogs de Caverna do Dragão.
Acho que to numa fase de inutilia truncat, vamos ver o que mais de inútil corto na minha vida.

...

NÃO, NÃO VOU CORTAR AQUILO NÃO! Ò_Ó!!

Que hoje é meu último dia de férias. E como não ganhei na mega (ainda), amanhã volto pra senzala.

Devo um relatório de viagem dos meus dez dias em Recife, mais alguns dias no Rio, mas ainda não achei como falar da viagem. Houveram MUITAS coisas legais, algumas que chatearam, mas no geral é mais interessante pra mim que pra você, público :PP
Enquanto não escrevo aqui o que andei aprontando na America do Norte, volta e meia solto uma foto da viagem no meu flog. Favor visitem e comentem :)

(e continuo em Recife. Só to dando uma pausa na crise de abstinência no PC de Camilla)

\o/

falta uma hora...

About this Archive

This page is an archive of recent entries in the Férias category.

Família is the previous category.

Fotolog is the next category.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en