November 2009 Archives

Tenho mais revistas do que meu quarto comporta, então estou tentando me desfazer de parte da coleção ^^

A lista completa está aqui. Gostaria que todos os preços estão em reais, dólares ou euros, à escolha do freguês :PP

Caso se interessem, ou tenham dúvidas, falem comigo por mail ou msn (ambos os endereços são o mesmo: mushisan arroba yahoo ponto com SEM br) ou ponham recado nos comentários deste post ^^

O que tem de novo:
Homem-Aranha
Calvin e Haroldo
Bone
• mais uns restolhos que estão na foto acima ^^


E gostaria de lembrar que o primeiro livro com conto meu publicado também está a venda: Pacto de Monstros.

...mais fotos de sobrinhos para familiares, amigos e stalkers curtirem =)

"Pago bem para que o Orkut pare de mandar convites que ninguém quer mais!"

"Pare JÁ de ver esse filme e faça um favor ao seu tempo. =P"

Foi isso acima que recebi pelo twitter quando falei que estava assistindo este filme no PC, e desde já gostaria de avisar que a "resenha" é sobre o filme original de 1951, não o remake do ano passado, que não vi, e talvez não veja tão cedo por que minha vontade de ver pontos turísticos destruídos está satisfeita por algum tempo. 'Tenderam?

Apesar de ser um clássico da Ficção Científica, acho que a primeira vez que ouvi falar do filme* foi quando li Watchmen...

...mas ainda sim, fui mantido na ignorância.

Anos depois, assisti meio que por acidente Uma Noite Alucinante 3 ("Army of Darkness", um filmão de terrir que gostaria muito de resenhar depois de assistir um DVD original brasileiro, mas por motivos que só os equispertis do mercadu entendem, não saiu por aqui), e nele tinha uma hilária referência ao filme:

(a frase "klaatu barada nikto" é uma espécie de frase gatilho que aparece no filme, não vou dar spoilers, e foi usada trocentas depois em vários filmes**)

Mas eu ainda continuava um ignorante. Até que um dia uma noite acabei vendo a luz e assisti uma versão colorizada na Globo!

SIIIIM, O Dia Em Que a Terra Parou é um filme em preto e branco, do começo da Guerra Fria :) Graças à falta de tecnologia, nesta película não apenas os aliens são greys, mas os humanos também XD (piada tosca com ufologia detected)

O filme começa sem enrolação com um disco voador cruzando os céus do mundo todo - a mãe de todas as chegadas aliens na Terra XD - e pousa em Washington (nada esperto da parte dos aliens, dado o contexto histórico...), daí então, eu recomendo ir na locadora e alugar o filme, não vou contar tudo, né? :P Mas, basicamente é a história de um alien (o tal Klaatu) idêntico a nós conhecendo a sociedade americana da época, e sendo caçado pelas autoridades terrestres ao mesmo tempo.

Apesar do começo, talvez o filme seja um tanto parado e curto demais (uma hora e meia) para o espectador atual, uma hora e meia só, mas vale a pena: tanto para checar os efeitos especiais, os costumes da época - em uma cena, uma mãe deixa o filho passear pela cidade com o novo inquilino da pensão que é extraterrestre disfarçado. Inimaginável em tempos de internet e piadinhas sobre padres XD - o roteiro com toque pacifista (o mundo tinha acabado de passar por uma guerra e havia o medo de outra por vir) e por ser um clássico de ficção científica, muita coisa que você já viu em outros filmes mais novos nasceu ali.

(Para wannabe escritores, acho vital conhecer as raízes do que você curte, para no mínimo ser uma cópia do original, não uma cópia da cópia da cópia da cópia da cópia) (acho não, Alan Moore recomenda isso, e eu digo amém)

Acho que falei tudo o que queria x) Para encerrar: o filme faz jus ao nome uma hora depois do começo - queria mesmo saber como conseguiram parar as cidades filmadas. E....

...muito legal o cartaz apelativo nada a ver com a história, não?:P A mocinha é morena, os aliens não são maus e praticamente não há combates XD


* A música do Raul Seixas conta? Se contar, foi a música :P
** Siga o link da wikipedia em inglês para checar x)

A minha ida ao cinema é um épico a parte (ponha na equação filas insanas de meninas querendo ver vampiros emos purpurinados e toda a chuva do dia na minha cabeça*!), mas dessa vez vou ao ponto: sábado agora fui ver o novo filme do grande diretor alemão Roland Emmerich, um dos poucos que entram na categoria "todos os filmes dele que vi eu gostei!!", (isso é, só vi Independence Day e O Dia Depois de Amanhã. O destino me poupou de ver bombas como Godzilla e 10.000 a.C., e não faço questão de ver) já que não espero nada dele além do que ele promete: efeitos especiais, um roteiro familia raso e muita "mentira" (a.k.a. "forçação de barra"). Quando vi o trailler** abaixo, fiz cara de feliz e pensei "oba, mais um!! \o/ \o/ \o/"

E nas duas horas e tanto de filme descansei meu cérebro, me sequei do toró e satisfiz minha vontade de ver o mundo caindo em tela grande XD

E foi só isso?

Não.

Emmerich tenta dar uma coçadinha superficial na consciência da gente, assim como tinha feito em O Dia Depois de Amanhã, desta vez quis nos incomodar com coisas mais palpaveis e piores que a iminência que um destino kryptniano para nós:
Se a promessa de dez entre dez seitas oportunistas acontecer, os ricos vão sobreviver e os pobres vão sifu.

1) Pior, os ricos vão se salvar em primeira classe, esbanjando o que a gente não tem;
2) E obstáculos ao bom andamento do 'plano' para salvar ao menos uma parcela da humanidade serão considerados inimigos da humanidade, mesmo que o tal plano só sirva para salvar a parcela da humanidade que conseguiu pagar por isso.
3) E os defensores do "plano para salvar a humanidade" tendem a ser desumanos.

Pior ainda, se você parar para pensar, não precisa do fim do mundo para tudo isso acontecer. Por causa das drogas, pedofilia, terroristas, qualquer merda vagamente justificável, quantas liberdades perdemos ou estamos arriscados a perder em breve?

E, de brinde, no filme, temos um presidente negro, boa pessoa, mas que lamenta pelo que não fez e deveria ter feito ("um sorteio"), mas se rendeu "ao plano".

Enfim, é ou não é um bom filme? Cumpriu o pouco que prometia - coisa que, por exemplo, Besouro não fez - , e de brinde, me deu um pouco a mais :P


* - O @xfer não me avisou que eram cinco quadras da Paulista até o Shopping Frei Caneca.
** - na verdade uma paródia de trailler, o oficial tá aqui.


Em tempo: ainda acho que o Galvão Bueno que devia ter narrado a destruição do Cristo Redentor.

Tenho mais revistas do que meu quarto comporta, então estou tentando me desfazer de parte da coleção ^^

A lista completa está aqui.

Caso se interessem, ou tenham dúvidas, falem comigo em pvt ou ponham recado nos comentários deste post ^^

O que tem de novo:
AstroCity
Mulheres Alteradas
Arquivos X
• mais uns restolhos que estão na foto acima ^^

...e depois avisar aqui :P

Gatos alternam o humor entre "tenho medo do mundo" e "sou dono dele"...


Volta e meia esqueço que este blog é uma mistura de meu querido diário XD com fotolog. Público e monetização de blog pessoal é para gordos frustrados com adsense na bunda.

E gosto das caras que meus bichos fazem, pena que raramente estou com a câmera por perto quando acontece uma fotografável XD

Ia fazer um post sobre o apagão, ora a idéia do post era dizer que o governo FHC tinha mais horas corridas que o governo Lula, ora o post diria sobre nossa dependência da tecnologia e de que tem gente que não sabe mais viver sem eletricidade (sem televisão, celular e internet, viram zumbis). No fim das contas, vou escrever pleura nenhuma e postar um vídeo que gravei aquele dia:

No começo do vídeo está a minha rua, vista do meu quarto. Breu, mas levemente iluminada... aí caminho pelo corredor, invado o quarto dos meus pais (dá para se ver a luz da lanterna momento ou outro) e no fim abro a janela do quarto, mostrando o céu iluminado pela petroquímica aqui perto 0.0

É uma luz tão forte, reforçado pela escuridão total, que cheguei a pensar que o apagão fosse regional, por causa de algum problema lá.

Só as sextas livres e o Beck jura de pé juntos que vai entregar mais páginas de Tailer :P

legenda das cores:
verde: histórias com páginas para alguns dias a mais no estoque.
amarelo: última página que recebi da história.
vermelho: fim da história.
cinza: recesso, feriado, preguiça e afins. =P

Para quem está lendo o beta 1, os capítulos que acabei de revisar seriam a continuação direta, sujeitas à alterações menores. Se você tiver pressa, sinta-se livre para ler XD Se não, o beta dois vai conter todos capítulos até o 15 ou o final desse bloco, o que vier primeiro^^

Para quem leu antes do beta, o capítulo cinco praticamente não tem mudanças, assim como o sete, mas o seis tem um diálogo grandinho entre Klara e a mãe dela deletado, fora que decidi escrever algo que aconteceu com Klara naquele dia e estava enrolando para por na história. Descobri que tenho o mau-hábito de fugir de algumas cenas agitadas... -_-'

Pois é, um dos meus contos, m3d0, está em uma antologia agora: Pacto de Monstros, da editora Multifoco. Além do meu, tem mais contos de dezessete autores, vários deles conhecidos meus ao vivo e de twitter ^^ Se alguém estiver interessado, estou vendendo o livro mais em conta que no site da editora, autografado, por R$ 20,00 cada, fora os correios ^^

Segue o release e a lista dos contos (mais links para os twitters/sites dos que conheço)

"A humanidade sempre produziu aberrações, parias de uma sociedade que não perdoa aqueles que se colocam a sua margem. A literatura, por outro lado, tratou de imortalizar seus monstros em histórias fantásticas que atravessaram gerações. São vampiros, lobisomens, serial killers, entidades malignas e personagens bizarros e imprevisíveis, reais e imaginários, que se confundem no imaginário coletivo dos leitores. E apenas sob um aspecto eles são inconfundíves: sua sede de sangue é eterna, como eternas serão as suas lendas."

V: de Alex Lopes
A chama da vela: de Heitor V. Serpa <-- futuro biomédico com twitter de um twit só.
Arquivo 13: de Adriana Rodrigues <-- autora do Bram & Vlad.
Caçador de Aberrações: de Andréa Cisne
Colônia – Estágio 1: de Jota Fox & Misael Espírito Santo
Condor Zumbi: de Ghad Arddhu <-- emo =P
Fábula Imoral: de Luiz Hasse
Glare: de José Roberto Veira <-- outro emo x)
Inércia: de Frank Bacurau
Kenneth McSmith: de Daniel Folador Rossi
La Sayona: de Frank Félix
M3d0: de Mushi-san <-- eu! Me contatem por msn, e-mail, pelos comentários do blog.... XD
Museu do Terror: de Duda Falcão
O Espírito do Lobo: de Jones V. Gonçalves
O Leitor e o Menino do Porco: de Félix Maranganha
O Preço: de Monica Sicuro <-- uma das organizadoras, me reconheceu ao vivo por causa do lapxuxa.
Sonho de Verão: de Deborah Brandão
Poe (In Memorian): de Rúbia Cunha <-- a outra organizadora.

PS: Capa e ilustrações internas de Zambi.

MushiComics é uma site de histórias em quadrinhos online em que todas os dias - exceto domingos e feriados - pelo menos uma nova página de quadrinho é colocada aqui para você ler ;)

Estamos sempre procurando novas histórias e colaboradores! Você tem uma história? Junte-se a nós! Aceitamos hqs em todos os estilos (comics, mangá etc), exceto histórias pornográficas / hentai / eróticas e quadrinhos com personagens de terceiros sem autorização dos criadores. (Maiores informações, clique aqui e mande mail para o mushi-san)

Há também uma versão impressa do site, a revista MushiComics, com histórias inéditas e vendidas em algumas lojas de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília, Natal e Palmas e também pelo correio. (clique aqui para se informar mais)

Para terminar o site pode ser acessado por dois endereços: www.mushicomics.com ou www.mushi-san.com.

Pois é, um dos meus contos, m3d0, está em uma antologia agora: Pacto de Monstros, da editora Multifoco. Além do meu, tem mais contos de dezessete autores, vários deles conhecidos meus ao vivo e de twitter ^^ Se alguém estiver interessado, estou vendendo o livro mais em conta que no site da editora, autografado, por R$ 20,00 cada, fora os correios ^^

Segue o release e a lista dos contos (mais links para os twitters/sites dos que conheço)

"A humanidade sempre produziu aberrações, parias de uma sociedade que não perdoa aqueles que se colocam a sua margem. A literatura, por outro lado, tratou de imortalizar seus monstros em histórias fantásticas que atravessaram gerações. São vampiros, lobisomens, serial killers, entidades malignas e personagens bizarros e imprevisíveis, reais e imaginários, que se confundem no imaginário coletivo dos leitores. E apenas sob um aspecto eles são inconfundíves: sua sede de sangue é eterna, como eternas serão as suas lendas."

V: de Alex Lopes
A chama da vela: de Heitor V. Serpa <-- futuro biomédico com twitter de um twit só.
Arquivo 13: de Adriana Rodrigues <-- autora do Bram & Vlad.
Caçador de Aberrações: de Andréa Cisne
Colônia – Estágio 1: de Jota Fox & Misael Espírito Santo
Condor Zumbi: de Ghad Arddhu <-- emo =P
Fábula Imoral: de Luiz Hasse
Glare: de José Roberto Veira <-- outro emo x)
Inércia: de Frank Bacurau
Kenneth McSmith: de Daniel Folador Rossi
La Sayona: de Frank Félix
M3d0: de Mushi-san <-- eu! Me contatem por msn, e-mail, pelos comentários do blog.... XD
Museu do Terror: de Duda Falcão
O Espírito do Lobo: de Jones V. Gonçalves
O Leitor e o Menino do Porco: de Félix Maranganha
O Preço: de Monica Sicuro <-- uma das organizadoras, me reconheceu ao vivo por causa do lapxuxa.
Sonho de Verão: de Deborah Brandão
Poe (In Memorian): de Rúbia Cunha <-- a outra organizadora.

PS: Capa e ilustrações internas de Zambi.

Mais um capítulo da série de imagens de abertura do Second Life =P Clique nas miniaturas para vê-las em tamanho maior ^^

...hoje eu ia postar as imagens de julho, mas por algum motivo estão todas quebradas no servidor, então nem vou fazer. Essa imageim aí tem o nome de "Automated Trunk Build", nunca a vi na vida, mas estava na listona de imagens de telas de abertura. Se meu chutômeto está correto, deve aparecer só em versões de teste ou algo assim :P

(por algum motivo, você não consegue visualizar a imagem no browser, só baixar... o.O)

Clique ali para ver outras imagens:
10/março - manhã, dia, tarde e noite.
26-29/janeiro - manhã, dia, tarde e noite.

baseado em fatos reais

Certa vez os deuses dos quadradinhos organizaram uma festa na cidade quadriculada, aberta à todos os deuses servidores dos quadradinhos e a outras divindades. Assim, o deus-inseto, a pequena-deusa-do-vermelho e a deusa-da-justiça-e-da-lua se juntaram ao grande-deus-dos-passarinhos (um fiel servidor dos quadradinhos) e a sua esposa, a terrível-deusa-dos-mil-gatos, e ao filho da deusa, o deus-infante-que-não-para-quieto.

Todos se divertiram bastante, conheceram vários lugares na cidade quadriculada e foram apresentados à outros deuses. Na hora da refeição, o sexteto divino foi convidado pelo deus-gato e sua esposa para cearem em um restaurante quadradiculadense. Mas, como o panteão ali reunido era grande demais para o sagrado veículo do deus-gato, o grupo foi miticamente dividido em dois: o deus-inseto, a pequena-deusa-do-vermelho e a deusa-da-justiça-e-da-lua foram na frente, de taxi, por que eram deuses chiques, e o restante seguiu no veículo do deus-gato.

Chegando lá, o primeiro grupo descobriu que o restaurante era epicamente caro (água mineral de 300ml por R$3,30!!) e que nenhum deles possuia ouro suficiente para comer sequer um pastel de vento dentro dos padrões do recinto. Entreolharam-se e, para evitar a pobreza absoluta, apelaram para o pequeno-deus-mico e fugiram de lá antes que o segundo grupo chegasse :P

(não sem antes avisarem a terrível-deusa-dos-mil-gatos por sms do que estavam fazendo, e que ela se virasse em inventar uma história para o anfitrião deus-gato não se sentir ofendido)

Faméricos, procuraram o lendário-restaurante-árabe-que-sempre-está-fechado, lendário pela comida de sabor celestial, mas estava... fechado. Assim, foram ao restaurante-do-palhaço-rápido. A comida é isoparada, mas é barata e engana. Tiveram problemas lá também, já que a pequena-deusa-do-vermelho só come vegetais e isopor não é kosher segundo seus princípios. Findo isso, foram passear pela cidade quadriculada e depois de muitas e muitas eras as duas facções se encontraram.

Moral da história: até hoje o deus-gato não sabe o que aconteceu e acredita que o primeiro grupo errou de restaurante epicamente caro.

PS: segundo os profetas do grande-deus-dos-passarinhos, o restaurante epicamente caro era rodízio, R$ 40 para começar. Lugar simples e caseiro, encontraram lá Zezé di Camargo e Luciano.
PS2: é notícia velha, mas não é o que acontece com lendas e mitos? :P
PS3: a deusa-da-justiça-e-da-lua jura de pé juntos que viu o lendário-restaurante-árabe-que-sempre-está-fechado aberto.

...no novo Orkut.


(cliquem pra ampliar)

Apesar de 90% do que tá aí são na verdade autopresentes XD

Bom, da última edição do everest de papel até hoje, ela perdeu malemale 1/3 da altura (me devo de fazer resenha de metade do material) e decidi dobrar ela de tamanho. E sim, coloquei um monte de quadrinhos na metade de cima para ver se encolhe logo XD

PS1: tentem achar aí os livros de @cerincn (difícil) e @radrak (fácil).

PS2: tem mais livros na pré-pilha, mas a gravidade não deixa.

PS3: 112cm

(filme um tico obscuro, mas me lembro dele por causa do mostrador aos 6:56... :P)

Quer vergonha!! Cadê esse povo que não comenta? T_T

3 comentários: Monstrologia e Trekkies
Monstrologia:
Capítulo 2 - página 9
Capítulo 3 - página 2
Capítulo 3 - página 5
Trekkies:
Trekkies [3]

2 comentários: Hime-Sama!, Raquel e Pirates!
Hime-Sama!, Capítulo 4, Página 30 [2]
Raquel, Capítulo 1, Páginas 7 e 8 [2]
Pirates!, 052 [2]

1 comentário:
Tailer, Página 5 - capítulo 7
Aroon, Página 3 - parte 4
Underground Pizza, Página 6
Bram & Vlad, xkcd (2)/A Verdade


Ranking das cinco histórias mais comentadas 2009 (até outubro!!)
1º - Pirates! (48 comentários)
2º - Hime-Sama! (32 comentários)
3º - Principia X (17 comentários)
4º - Tailer (16 comentários)
5º - Underground (15 comentários)

"36 figurinhas da pesasda para você se divertir."

Esse álbum quase que não é da minha época XD Lembro de garotos mais velhos colecionando e juntando e só. Eu era muito novo para me interessar por figurinhas*^^ Anos atrás achei ele numa feira e levei por uma merreca, junto com um monte de gibis.
Pelo que está na legenda, foi impresso na editora Abril mesmo em 1979 (quando estavam começando a assumir a Marvel por aqui, mas ainda dividiam o material gringo com a RGE até 1982 ou 83. A DC ainda estava na Ebal e ficaria por lá até 1984) e foi brinde de revistas disney (mickey 319, pato donald 1436, almanaque disney 96. tá no rodapé XD). Pena que tinha poucas figurinhas coladas x(

Escaneei por que vale a curiosidade por uma era que já foi - até a embalagem do chiclete era diferente! - , pela mistureba de personagens de duas editoras concorrentes em um produto só (será que isso foi licenciado de verdade?) e por que pretendo me desfazer desse material: tenho coisas demais em casa -_-

* - mas, anos depois, fiz minha coleção de Ploc Gigante e Ping Pong Piada :P Comprar essas tranqueiras de comer por causa das figurinhas e caçar embalagens jogadas no chão faziam parte da graça^^

Via @wendelscardua. Se eles arrumarem isso, tem screenshot aqui =P

About this Archive

This page is an archive of entries from November 2009 listed from newest to oldest.

October 2009 is the previous archive.

December 2009 is the next archive.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en