December 2010 Archives

Tipo, eu ia correr com um estoque de receitas - como já fiz algumas vezes, além de outras trapaças - e colocar aqui, só para cumprir esse objetivo aqui:

...mas deixei padra lá dessa vez: objetivos são criados para serem cumpridos por que vão nos dar um ganho, uma melhora, uma evolução. Eu andava preguiçoso na blogagem e ter esse objetivo em mente me ajudou a quebrar a leseira :D
Mas objetivos e resoluções não devem escravizar a gente, promessa sem ganho ou prazer é prisão. Ou pior, vira toc =p

Assim, estou apertando o botão de foda-se pra resolução do começo do ano e prometendo pra mim mesmo postar mais sem uma muleta em mente ^^

...mas volto pra ela se começar a furar de novo :P

E feliz 2011!!!
(usando o html mais "ruim" existente, só de pirraça :P)


PS: alguém fez contato em 2010?

Ano novo chegando, site crescendo, só falta eu renovar as energias :D Aceito sugestões!

legenda das cores:
verde: histórias com páginas para alguns dias a mais no estoque.
amarelo: última página que recebi da história.
vermelho: fim da história.
cinza: recesso, feriado, preguiça e afins. =P


MushiComics: Que site é esse?

MushiComics é uma site de histórias em quadrinhos online em que todas os dias - exceto domingos e feriados - pelo menos uma nova página de quadrinho é colocada aqui para você ler ;)

Estamos sempre procurando novas histórias e colaboradores! Você tem uma história? Junte-se a nós! Aceitamos hqs em todos os estilos (comics, mangá etc), exceto histórias pornográficas / hentai / eróticas e quadrinhos com personagens de terceiros sem autorização dos criadores. (Maiores informações, clique aqui e mande mail para o mushi-san)

Há também uma versão impressa do site, a revista MushiComics, com histórias inéditas e vendidas em algumas lojas de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília, Natal e Palmas e também pelo correio. (clique aqui para se informar mais)

Para terminar o site pode ser acessado por dois endereços: www.mushicomics.com ou www.mushi-san.com.


MushiComics, expediente:
miniaturas das histórias da semana: Wá-chan
divulgação: kari esteves
todo o resto, inclusive a parte que não funciona: mushi-san

Me desculpem, mas vou ignorar reclamações de que demorei para continuar esse texto e nem vou me justificar, tenho tantos problemas quanto vocês leitores, e vou fazendo o que posso X)

(Ou: faço o texto de boa, sem neuras ou crio um complexo por não te-lo escrito feito ainda e ser lerdo toda a vida)

O que mais me perguntam por aí é: que formatos de texto o kindle lê? Dá para colocar pdf no aparelho? E converter, o que dá para fazer?
Bom, vamos do mais fácil ao mais complicado:

.azw - é o formato padrão dos livros quando você compra pela Amazon, com direito a um DRM básico que te impede de sair copiando o livro por aí e distribuindo em outros kindles - a princípio, você até pode copiar, mas só seu aparelho vai ler x). O preço do livro na Amazon já inclui a transferência do arquivo pela "whispernet" (isso é, via 3G), mas há a opção de baixar o livro no PC e colocar no aparelho no cabo que vem incluso. Só não chequei se essa opção reduz o preço do livro (afinal, você não está usando a rede deles), mas 99% de chances da resposta ser... não :P

(a Amazon parece ter aprendido o truque das operadoras brasileiras de esconder as tarifas em um canto obscuro do site, escritas em linguagem arredia e letras miúdas...)

.mobi - é a mesma coisa que o .azw, mas sem DRM. Se entendi direito, a Amazon comprou o formato mobi e fez uma versão nova, que é o azw, mas o aparelho lê ambas na boa. Se você lê ingles (bem, tem algumas coisas em português perdidas lá), o Project Gutenberg tem todos os livros convertidos para esse formato, gratuitamente. Baixe e coloque no aparelho x)
Ah: às vezes livros nesse formato vem com a extensão .prc, que é a mesma extensão usada pelos Palms...)

.txt - o kindle lê o formato do bloco de notas sem conversão ♥ Coloque no teu aparelho via cabo ou mande o arquivo pelo mail xxx@kindle.com (onde xxx é seu nome de usuário) e receba pela whispernet, pagando tarifa.


como fica um .txt jogado diretamente no kindle


.doc, .htm e .rtf - O kindle não lê estes formatos nativamente, (eu tentei e pus arquivos nestes formatos dentro aparelho, mas eles sequer foram listados quando liguei o aparelho) então tem de converter. Os caminhos para seus textos aceitarem a fé são três:
1) mande para xxx@kindle.com, receba pelo ar e pague a conta.
2) mande para xxx@free.kindle.com (viu o "free" no endereço?) e receba depois de minutos um link para você baixar o arquivo "convertido" e upar no teu aparelho pelo cordão umbilical lá.
3) existem dois softs gratuítos que fazem conversão para .mobi: o Calibre e o Mobi Pocket. Não vou fazer tutorial de como usa-los, por que sempre me perco neles e nunca me sei como sempre acabo conseguindo o que queria -_-''' Recomendadíssimos principalmente quando você quer converter html com imagens anexas.


o botãozinho de controle de volume


Depois de convertidos e acomodados no kindle, todos os arquivos acima se comportam da mesma forma: você avança e volta as páginas com os botões do aparelho, dá para aumentar o tamanho da fonte, a largura das colunas, se você quer que o aparelho leia o texto para você - ridículo em português, passável em inglês, com duas opções de voz, mas não disponível em todos os livros comprados pela Amazon por causa de derechos autorals. Também dá para girar a tela de todo o modo. Pena que não faça isso automaticamente que nem o Alfa e sim na base do menuzinho.



Tanto os livros comprados quanto os arquivos convertidos podem ter imagens no corpo do texto, mas, lembre-se: preto-e-branco.



Mas o kindle é bastante limitado quanto aos caracteres que ele exibe, que não vão muito além dos alfabetos latino e grego. Uma furada da Amazon, já que acaba perdendo mercados grandes como o japonês e o chinês. (errr, ao menos no meu kindle 2 XD)


Esse post aqui visto pelo kindle ^^


Lendo o livro, é só digitar um termo para ir até ele e fora do livro, digitar o termo e dar "enter" (uma tecla com uma flechinha impressa no canto inferior direito) para procurá-lo em todo o aparelho (exceto pdf e imagens). Você também pode marcar anotações no corpo do texto ou grifar, é só mover o cursor até o ponto que quer e digitar. Também dá para marcar a página do texto ("add a bookmark") para referência futura.


acima: o menu de busca que aparece




exemplos de anotações numa página^^




menu padrão que aparece nas páginas de livros :)


Post-Scriptum: digitar caracteres especiais nas anotações é um porre: fora ponto final e a barra inclinada que não sei o nome, que estão no teclado, você tem de apertar o botão "sym" e ficar escolhendo as poucas opções no menu. Como falei, o teclado do aparelho e o direcionalzinho são dois dos pontos fracos do kindle.



Post Post-Scriptum 2: um blog legal sobre o kindle e outros e-readers: http://kindle.blog.br/ (só acho ele um tanto pesado de carregar)

Kindle e e-readers
O resgate do kindle quebrado: parte 0parte 1parte 2epílogo

Reviews: O review do Kindle que vivem me cobrando pelo Twitter - parte 1Gato Sabido e Positivo Alfa

idem ao 59

Suspiro:
• 6 claras em neve
• 400g de açúcar
Recheio:
• 6 gemas
• 1 coco ralado
• 250g de açúcar
• 250 de nozes moídas.

Misture as gemas com o coco, o açúcar e leve ao fogo para engrossar bem. Junte as nozes e mantenha no fogo, mexendo até que chegue ao ponto de poder se enrolado. Espere esfriar muito bem. Bata as claras em neve e acrescente o açúcar aos poucos, batendo até obter o ponto de suspiro firme. Forme bolinhas com a mistura de nozes, mergulhe-as na massa de suspiros e leve ao forno numa assadeira forrada com papel pardo. Espere corar ligeiramente e retire do forno.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

Minha mãe tem um deviantart, e o lerdão aqui demora para atualizar lá, mas já to colocando a casa em ordem =p

Visitem: http://marissel.deviantart.com/

• 1 pacote de gordura vegetal
• 2 pacotes de açúcar de confeiteiro
• 1 xícara de leite

Bata a gordura com o açúcar e vá acrescentando o leite aos poucos, até obter uma boa consistência de espalhar.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

Atenção visitantes ocasionais do blog: este post é de fotos para os parentes distantes verem como anda o povo aqui de casa (especialmente meus sobrinhos X)


Meu pai (e minha mãe) numa das melhores fotos dele ever XDD

• 1 xícara de farinha de trigo
• 1 colher de chá de fermento em pó
• 1 pitada de sal
• 100g de chocolate amargo
• 125g de manteiga
• 1½ xícaras de açúcar
• 3 ovos
• ¾ de xícara de castanha de caju picada
• 1 colher de chá de baunilha

Peneire juntos a farinha, o fermento e o sal. Derreta o chocolate com a manteiga sobre fogo lento. Bata os ovos. Junte o açúcar aos poucos, mexendo bem. Acrescente à mistura chocolate. Junte a farinha e o fermento. Mexa bem. Acrescente o caju e a baunilha. Misture bem. Coloque numa forma quadrada de 20 cm untada. Asse em forno moderado por uns 30 a 40 minutos. Deixe esfriar. Corte em retângulos e polvilhe com açúcar.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

Atualizo o site amanhã, ok? :PP

Volta e meia sugiro cartazes para serem afixados nas portas da senzala, mas nunca são aceitos. Aqui tem dois da lavra mais recente XD

(Tá pequeno? Clique para ampliar)

Minha sugestão de quinta-feira...





...e a de hoje, em que fomos fazer apenas 2 horas de expediente, em vez de emendar o feriado de vez, como seres humanos normais :P

* Sim, sou eu Imitando uma velha piada da Mad dos bons tempos X) Veja aqui, aqui e aqui :P

(fonte: Mad - Site não oficial)

Minha mãe tem um deviantart, e o lerdão aqui demora para atualizar lá, mas já to colocando a casa em ordem =p

Se quiserem ver o detalhe, o link é aqui.

Visitem: http://marissel.deviantart.com/

[hebraico] א ב ג ד ה ו ז ח ט י כך ל מם נן ס ע פף צץ ק ר ש ת

[árabe] ا ب ت ث ج ح خ د ذ ر ز س ش ص ض ط ظ ع غ ف ق ك ل م ن ه و ي

[grego] Αα Νν Ββ Ξξ Γγ Οο Δδ Ππ Εε Ρρ Ζζ Σσς Ηη Ττ Θθ Υυ Ιι Φφ Κκ Χχ Λλ Ψψ Μμ Ωω

[cirílico] а б в г д е ё ж з и й к л м н о п р с т у ф х ц ч ш щ ъ ы ь э ю я

[japonês] あ ア か カさ サ た タ な ナ は ハ ま マ や ヤ ら ラ わ ワ い イ き キ し シ ち チ に ニ ひ ヒ み ミ り リ ゐ ヰ う ウ く ク す ス つ ツ ぬ ヌ ふ フ む ムゆ ユ る ル ん ン え エ け ケ せ セ て テ ね ネ へ ヘ め メ れ レ ゑ ヱ お オ こ コ そ ソ と ト の ノ ほ ホ も モ よ ヨ ろ ロ を ヲ 虫

Mas, mushi, coméqui você quebrou o pé num degrau de cinco centímetros de altura e fim de semana passada ganhou um torção no mesmo lugar?

Assim:

Ao descer, tendo a seguir pro lado direito, e com um tico de azar, piso pra fora da borda do degrau, onde tropeço, jogo o peso do meu corpo de sílfide em cima e >crec<

À esquerda, fica o escudo dos guardas, depois do espediente, eles ficam conversando, o que faz o meu trajeto ser empurrado mais ainda para a zona de risco X)

À direita ficam as estagiárias que dão senhas, tipo essa que apareceu a perna na foto x)

Com o pé ainda inchadinho, segunda fiquei descalço atrás do guichê, só calçando o sapato (com os cadarços bem frouxos) para tirar xerox. Ganhei um furo no dedão, cortesia de um grampo jogado no chão ¬¬

(depois fui obrigado a tentar nem conseguir correr debaixo do chuvão que teve ontem a tarde. Está ridículo, estou andando que nem um pato. Pato manco. Pato manco encharcado)

Hoje levei havaianas, mas antes disso, indo pra senzala de ônibus (costumo ir de ônibus e blábláblá), apertei o sinal na hora errada e passei meu ponto. Um quarteirão e meio de subida com pé semi-torto. Sem chuva, ao menos... :/

Por fim: hoje tiraram o degrauzinho, mas não colocaram nada no lugar ainda (vão refazer decentemente, dizem...). Um colega e uma estagiária quase que caem no chão por esquecerem desse novo detalhe na rotina :P

Minha mãe tem um deviantart, e o lerdão aqui demora para atualizar lá, mas já to colocando a casa em ordem =p

Visitem: http://marissel.deviantart.com/

fim de 2007

fim de 2008

fim de 2009
(não teve)

fim de 2010!

E eu achando que tinha escapado da minha sina XD Estava eu sozinho na agência, eram cerca de 5 da tarde, quando resolvi sair do guichê para dar um pit-stop no banheiro, mas no caminho tinha o degrau que me derrubou pela primeira vez (preciso tirar foto dele e por aqui), pisei errado de vez. Eu e os vigilantes em torno ouvimos o "crec" que fez.
Me joguei no chão e já fui checar o estrago: nada. Nem inchaço o.o'

Esperei mais um tanto, de repente...

Neda.

Aí, uns 40 minutos depois, me toquei que o inchaço estava quatro dedos acima do quinto metatarso ¬¬ Já tinha cumprido meu horário, e fui assim mesmo - sozinho, avariado e μμμ - procurar taxi na rua, ir pro hospital e tal.

Enfim: sem fratura, uma torção, to de tala até domingo (o médico me deu três dias de licença: sexta, sábado e domingo. Gracinha ele ¬¬) e segunda estou inteiro de novo. E sem fim de semana -_-'

Milla alistou-se:



Isso foi agora a pouco. Pior que ela achou o rolo caído no chão do quarto dos meus pais, pegou, passeou com ele pelo corredor, desceu as escadas, passou pela sala onde minha mãe e meu cunhado estavam vendo novela - e não viram ela passar! - e decidiu fazer o sacrifício a Bast no tapete da pia da cozinha.

Mais tarde, achei outro cadáver branco debulhado no corredor.

Minha mãe tem um deviantart, e o lerdão aqui demora para atualizar lá, mas já to colocando a casa em ordem =p

Visitem: http://marissel.deviantart.com/

• 1 xícara de chá açúcar
• 1 xícara de chá de água
• 2 pauzinhos de canela
• 3 cravos da índia
• 1 coco ralado
• 1 lata de leite condensado

Misture bem numa panela todos os ingredientes e leve ao fogo mexendo sempre durante 10 a 15 minutos.
Retire do fogo e deixe esfriar, passe para uma compoteira.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

O primeiro Papo de Segunda do mês é uma retrospectiva do mês anterior, e onde acontece mais uma vez a eterna batalha entre o mushi e a preguiça!


Histórias mais comentadas em novembro!

Preguiça também é a alma da internet, onde todos somos mais apressados e preguiçosos que na vida real (e mais bonitos, simpáticos e inteligentes também) e por causa dela eu listo todo mês as histórias que conseguiram convencer o leitor a deixar a preguiça de lado e comentar :D No fim do ano vou juntar todas as listagens e fazer um ranking com as histórias mais comentadas em 2010 xD
Novembro não mudou o ranking, mas dá margens para uma disputa apertada no fim do ano: Pirates! (http://quadr.in/pirates) está tendo poucos comentários nos últimos meses e os 2º e 3º lugares S.P.Y. Project (http://quadr.in/spyproject) e Vidas Imperfeitas (http://quadr.in/vidasimperfeitas) estão alcançando a passos largos. Não sei se vão ultrapassar, é o último mês, mas vão chegar perto!!
E como gosto de lembrar, as histórias antigas que foram "lembradas" nos comentários foram A Última Batalha de Évora, ALAN vs VUDUM! e Régis :D

13 comentários: Vidas Imperfeitas (http://quadr.in/vidasimperfeitas): Capítulo 2 - página 31, Capítulo 2 - página 32, Capítulo 2 - página 34 [2], Capítulo 3 - capa e Capítulo 3 - página 3 [8]

10 comentários: S.P.Y. Project (http://quadr.in/spyproject): Capítulo 1 - página 1, Capítulo 2 - página 1b, Capítulo 6 - capa, Capítulo 6 - página 8 [3], Capítulo 6 - página 9, Capítulo 6 - página 10 [2] e Capítulo 6 - página 11

7 comentários: Flip (http://quadr.in/flip): Capa, Página 3, Página 5, Página 13 e Página 19 [3]

4 comentários: Bram & Vlad (http://quadr.in/bramevlad):Mudanças/Mudanças (2)/Eleições do Brasil e Água Benta Funciona/Pesad... [3]

3 comentários:
Pirates! (http://quadr.in/pirates): Capa, 104 e 105
Aroon (http://quadr.in/aroon): Página 7 - parte 4, Capa - parte 1 e Página 11 - parte 4
Kingdom Land (http://quadr.in/kingdomland): 013 [3]

1 comentário:
A Última Batalha de Évora, Página 12 (http://quadr.in/ultimabatalhadeevora)
ALAN vs VUDUM!, Página 5 (http://quadr.in/alanvsvudum)
Régis, Parte 2 - página 20 (http://quadr.in/regis)
Sem futuro para Samantha, Capítulo 1 - página 1 (http://quadr.in/samantha)
Saci - A Saga, Capítulo 1 - página 20 (http://quadr.in/sacisaga)
Tailer, Página 7 - capítulo 10 (http://quadr.in/tailer)


Ranking das cinco histórias mais comentadas de 2010 (até novembro)

1º - Pirates! (73 comentários) - http://quadr.in/pirates
2º - S.P.Y. Project (59 comentários) - http://quadr.in/spyproject
3º - Vidas Imperfeitas (56 comentários) - http://quadr.in/vidasimperfeitas
4º - Underground Pizza (29 comentários) - http://quadr.in/undergroundpizza
5º - Saci: A Saga (27 comentários) - http://quadr.in/sacisaga


Papos de Segunda e outras notícias
Pausa em Magias & Barbaridades
Contest Vidas Imperfeitas - versão 2
Papo de Segunda, 02/12/2010 - quadr.in e outras coisin ^^

E enquanto isso, no meu blog
Sim, eu tenho um blog ;) - http://blog.mushi-san.com/
Lembraram, lembraram :D (meu níver... XD)
filme: Scott Pilgrim Contra o Mundo
Entra e sai de livros (22/11/10)
Tutorial: alterar extensão de arquivos no Windows
Saldão XXXI
Senzalândia 13: moço, como preencho este documento?

Li:
Ficção de polpa, volume 1, de Samir Machado de Machado (org.) - Mais uma coletânea de contos, fico devendo aqui uma pseudo-resenha conto-a-conto.

Comprei:
Necrópolis – A Fronteira das Almas, do Douglas MST MCT - Ainda não li, mas parece que Milla aprovou e se deleitou com a obra:





"A Draco realmente tem muito cuidado ao escolher o papel em que imprime seus livros. xD" - Adriana Strix

• 1 pão de forma cortado em fatias
• 1 lata de leite condensado
• 2 xícaras de chá de coco fresco ralado

Corte cada fatia de pão em três barritas, passe uma de cada vez pelo leite moça e depois cubra-as com o coco. Coloque-os sobre assadeira forrada com papel aluminio e esse em forno quente por 20 minutos até dourar.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

Não contei, mas mês retrasado minha irmã teve um acidente besta: meu irmão estava estacionando e decidiu assusta-la encostando o parachoque nas pernas dela, de surpresa. Mas algo saiu errado e ele acabou esmagando o joelho dela com o carro da frente, e nervoso, ele não fez a ré direito e o carro foi indo e voltando, várias vezes em cima do joelho. -_-'

(O que entendi que aconteceu foi isso, eu não estava em casa na hora, nem entendo de carro para dar um diagnóstico correto. Só sei que quando cheguei em casa minha mãe tava tensa, minha irmã tava no médico com meu cunhado - que xingou muito a besta do meu irmão - e que no geral, eu gosto de brincar de vida* quando não tenho onde ajudar)

Atualmente ela está ok, não quebrou ou rompeu nada - talvez tenha ferrado problemas que ela deveria ter cuidado na aborrecência - e voltou à senzala hoje.

Acho que também não contei que ela trabalha na mesma agência que este que a vos tecla. E quando os colegas perguntavam como ela tava e tal, eu respondia:
- Ela tá bem, sorte que foi o joelho e não a cabeça: é dura e ia estragar toda a lataria XD

ou

- Vou denunciar! Minha irmã estragou a perna para ficar o dia todo na Mini-Fazenda dela!!
O povo acha graça XD

...Se eu tenho medo da minha irmã não gostar das piadas? Ela não estava conseguindo correr atrás de mim mesmo :P


* "vamos brincar de vida? eu cuido da minha e você cuida da tua!"

• 1 lata de leite condensado
• a mesma medida de leite
• 2 vidro de leite de coco
• 3 ovos
• 1 xícara de chá de coco ralado

Bata todos os ingredientes no liquidificador. Despeje em forma caramelizada e cozinhe em banho maria, em panela de pressão por 20 minutos.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

*Para mim*, steampunk é aquele gênero de histórias de ficção científica que tenta resgatar o clima das primeiras histórias do gênero: são passadas numa Era Vitoriana imaginária, com maquinários fantásticos (de computadores à maquinas voadoras, utensílios domésticos e tudo o mais) movidos à vapor cheias de engrenagens e rebites, a ciência vista como benéfica e progressista... É comum dizerem que são histórias ambientadas em universos similares aos criadores da FC como a conhecemos: Verne, Wells e cia.

(Falei em Ficção Científica, mas algumas vezes o gênero cai em História Alternativa, o que não deixa de ser interessante. Nesse volume, várias histórias poderiam ter como chamada "o que aconteceria se... a República não tivesse sido proclamada" ...deve ser nossa ucrônia favorita^^)

Eu sei que não é essa exatamente a explicação oficial pro termo, mas é quase (pros detalhistas, a wikipédia tá aqui, a um clique de distância) e foi com esse conceito em mente que peguei Steampunk – histórias de um passado extraordinário, lançado ano passado pela Tarja Editorial, uma das poucas no Brasil a investir de verdade em textos nacionais de Ficção Científica e Fantasia, pra ler :) O livro é uma onde autores nacionais escrevem nove histórias steampunk...

...ou quase isso.

• Peço desculpas ao Gian, mas seu texto não merecia estar na abertura do livro que ele mesmo organizou :/ "O Assalto ao Trem Pagador" tem tudo o que se espera de uma história "steampunk", mas não inova nem no gênero nem no enredo - que é quase genérico: só trocar os dirigíveis por naves espaciais, uma maquiada ali, aqui e voilá, habemus space opera!! - não me empolgou, e ainda cai na maldição nacional de parecer um prólogo de uma história maior.

(Abertura e fechamento de livros de contos são áreas nobres, lá deve ficar o filé... x) )

(Depois dessa, acho que meu destino é a lulu.com mesmo...)

• "Uma Breve História da Maquinidade", do Fábio Fernandes, é um dos textos que mais gostei aqui: é uma história alternativa centrada no dr Victor Frankesntein e seu novo experimento, depois do famoso fracasso anterior. É uma rápida ucrônia tão bem feita que me deu vontade de jogar todo background q fiz para Klara, mas talvez o que mais me apeteceu no texto seja o seu maior defeito: é mais uma sequência de fatos e consequências do que uma história com personagens e tramas.

• O conto "A Flor do Estrume" é o mais divertido do livro e um dos mais otimistas. Como é praxe nos contos do Antonio Luiz, transpira ambientação (talvez seja mais um conto ucrônico que steampunk) e de brinde temos como personagens centrais figuras saídas da obra de Machado de Assis (o que vem a calhar, já que nosso melhor escritor é "contemporâneo" do steampunk): Quincas Borba e Brás Cubas. Ah sim, como é de praxe nos textos do Antonio, tem cenas proibidas para menores de dezoito doze x)

• Parece que se tornou clichê em outras resenhas falar que "A Música das Esferas" é "mangá" ou "juvenil". Até entendo o motivo da crítica, afinal o Alex Lancaster é desenhista e tem um blog especializado em quadrinhos e animação japonesa, é natural que isso reflita no seu trabalho.
Mais: no conto ele usa personagens de um projeto de quadrinhos que espero ver vigar um dia!
Mas: acho injusto rotular um dos contos mais divertidos e menos pretensiosos do livro pelo que o autor fez ou é. Um músico não faz contos musicais, um dramaturgo não faz contos teatrais e não tem por que um conto feito por um quadrinhosta ganhar um rótulo diferente por estar fora do nicho. A Música das Esferas é uma boa aventura em forma de conto, dirigida a um público mais juvenil que a alguns dos textos (não todos) no livro e que não deve nada e supera muito trabalho de mimimi-bububu-eu-sou-um-escritor-puro-sangue que tem por aí.

• "O Plano de Robida: Un Voyage Extraordinaire", do Roberto Causo é outro conto de aventura, com personagens reais (Santos Dumont) e fictícios do período (Robida, de Júlio Verne) (uia, acabei de descobri que estava confundindo Robur, o personagem de Verne, com Albert Robida, outro escritor de FC do período =x ) que recebe o selo mushi-san de aprovação. Só que também é outro conto que termina meio que continuação para o próximo capítulo...¬¬'

• "O Dobrão de Prata", do Cláudio Villa, é um conto bonzinhozinho... e lovecraftiano, não steampunk. Está no lugar errado. Sem mais.

• Esquisito, estranho, bonito, original, confuso... new weird? "Uma Vida Possível Atrás das Barricadas", do Jacques Barcia toca um ponto pouco lembrado do século XIX que foram as revoluções e ideologias nascidas no período, mas de uma forma tão incomum (experimental?) que tenho certeza que muita gente vai ter dificuldades de ler e gostar.

• "Cidade Phantástica" do Romeu Martins é o outro conto do livro que não me apateceu. Não sei se foi ter enredos demais num só conto (começa uma coisa, vira outra e termina como outra, como já me apontaram) ou se alguns personagens ficaram caricatos demais, ou se simplesmente não tem "novidades" na história. Não curti.
De repente, mui provável, eu que seja chato mesmo^^

• "Por Um Fio", do Flávio Medeiros, entra fácil na lista dos três melhores contos da coletânea: o melhor submarino do Império Francês, escondido e avariado sob o mar, versus o melhor dirigível do Império Britânico. Uma batalha mais de nervos que de armas, onde a honra e conhecer o inimigo contam :)

E é só, apesar dos tropecinhos, é um livro que gostei bastante :D e, se eu cometi alguma imprecisão nas "resenhas", e por que o lesmão aqui leu o livro em janeiro e só decidiu fazer o texto agora......,@ö

Site do livro na página da editora

• 2 xícaras de chá de coco fresco ralado
• 1 colher de sopa de manteiga
• 2 ovos
• 2 gemas
• 1 lata de leite condensado, cozido em banho maria [nota do mushi: na verdade tá escrito "banho barinha" ou "basinha"] em panela de pressão por 15 minutos
• 1 xícara de chá de leite de coco

Leve o coco ao fogo, numa frigideira e mexa-o sempre até que adquira a cor dourada. Reserve.
Bata bem a manteiga com os ovos e o leite condensado, junte o leite de coco. Coloque numa forma refratária (23cm), untada, e leve ao forno médio por 35 minutos. Sirva depois de frio.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

Sem gracinhas, eu sei que hoje é quinta, ok? :P Mas acho que até segunda que vem volto ao ritmo: quando escrevi esse post aqui, achei que ia escrever horrores, mas... bem... aí travei numa cena e fiquei todo esse tempo patinando na história. -_-

(Faz parte: escrever é labirinto. :/)(e infelizmente eu tenho muitas coisas para resolver - culpa minha, invento demais pra minha cabeça - e só tenho dois braços)

Assim mesmo, quem está mais atento viu que neste meio tempo fiz leves mudanças no mushicomics nesse período:

quadr.in - já que a moda agora são as urls curtas (os tinyurl e migre.me da vida) e os endereços das histórias no mushicomics da vida são grandes e desengonçadas, tipo http://www.mushi-san.com/archives/012587.php, comprei o endereço http://quadr.in para simplificar as urls das histórias do site, ajudando a memorizar e a divulgar ^^. Não tive tempo de cadastrar TODAS as histórias do mushicomics ainda, mas pelo menos as mais comentadas de 2009 já estão prontas:
Pirates! - http://quadr.in/pirates
Hime-Sama! - http://quadr.in/himesama
Tailer - http://quadr.in/tailer
Bram&Vlad - http://quadr.in/bramevlad ou http://quadr.in/bev
Principia X - http://quadr.in/principiax

além dessas aqui: http://quadr.in/aroon, http://quadr.in/caronaedestino, http://quadr.in/flip, http://quadr.in/h2soul, http://quadr.in/jiolken, http://quadr.in/monstrologia, http://quadr.in/ninjavingancasangrenta (ou http://quadr.in/nvs), http://quadr.in/reviravoltas, http://quadr.in/samantha, http://quadr.in/spyproject e http://quadr.in/vidasimperfeitas

calendário - acho que já notaram que adiei as segundas-feiras com a estréia de novas histórias para avaliação :P

fórum e NaLaTa - o site tem dois fóruns agora: o tradicional fórum do mushicomics e o NaLaTa, administrado pelas Fana e Kona. Mas, para ser sincero, ambos estão parados quase morrendo e não sei o que fazer com eles, se vale insistir =/

colaboradores - ainda procuro, alguém quer? x) Leiam aqui xD

Sim, to muito preguiçoso e tá duro ganhar da preguiça!!!

legenda das cores:
verde: histórias com páginas para alguns dias a mais no estoque.
amarelo: última página que recebi da história.
vermelho: fim da história.
cinza: recesso, feriado, preguiça e afins. =P


MushiComics: Que site é esse?

MushiComics é uma site de histórias em quadrinhos online em que todas os dias - exceto domingos e feriados - pelo menos uma nova página de quadrinho é colocada aqui para você ler ;)

Estamos sempre procurando novas histórias e colaboradores! Você tem uma história? Junte-se a nós! Aceitamos hqs em todos os estilos (comics, mangá etc), exceto histórias pornográficas / hentai / eróticas e quadrinhos com personagens de terceiros sem autorização dos criadores. (Maiores informações, clique aqui e mande mail para o mushi-san)

Há também uma versão impressa do site, a revista MushiComics, com histórias inéditas e vendidas em algumas lojas de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília, Natal e Palmas e também pelo correio. (clique aqui para se informar mais)

Para terminar o site pode ser acessado por dois endereços: www.mushicomics.com ou www.mushi-san.com.


MushiComics, expediente:
miniaturas das histórias da semana: Wá-chan
divulgação: kari esteves
todo o resto, inclusive a parte que não funciona: mushi-san

About this Archive

This page is an archive of entries from December 2010 listed from newest to oldest.

November 2010 is the previous archive.

January 2011 is the next archive.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en