July 2012 Archives

Sim, tem mais textos sobre a Alemanha & Suas Colônias em breve XD Mas antes, um intervalinho com informações complementares ao que já falei ^^


Para quem ficou curioso com os vendedores ambulantes de salsicha de Berlim, aqui tem um textinho em inglês sobre eles e o site do criador está aqui ^^


Sim, estou repetindo imagens :P

Resumindo:
• eles existem desde 1997;
• o equipamento todo pesa cerca de 15kg;
• aquele treco atrás deles é o butijão de gás o.o'


No youtube acabei trombando com imagens de um grupo tocando música dentro de um dos trens antigos da cidade. Vale para conferir como é dentro do vagão (bem diferente do todo serpenteante que filmei) e, talvez, pela música.


E não, o vídeo não é meu.

Por sinal, é esse tipo de trem acima que tem portas com maçanetas - que espantaram muita gente :P - como falei no texto e ninguém prestou atenção, "Você tem de apertar um botão ou, nos trens mais antigos, mexer na maçaneta ^^"
O botão é assim:


É o verde e amarelo na porta, viu? Do lado esquerdo tem um azul que pelo jeito é para quem está com carrinho de bebê :)

As fotos são de trams, mas é igualzinho no metrô :P


Para encerrar, eu estranhei muito a palavra "tram" significando "bonde", até descobrir estes dias que a operadora de bondes em São Paulo era a "The São Paulo Tramway Light & Power Company Ltd". (O termo "bonde" é brasileiro, os portugueses usam "elétrico".)

Europa 2012
Mushi na Europa - antes de tudo (I)Mushi na Europa - antes de tudo (II) e dali eu passei X)Mushi na Europa - Finalmente em Berlim, mas... vamos falar do metrô? -_-'Mushi na Europa - Berlin, AlexanderplatzMushi na Europa - Intervalinho
Japão 2011
sRViajo ou não viajo pro Japão?Prova do crimePreparação de viagemMushi de ponta cabeça - parte zeroMushi de ponta cabeça - parte umMushi de ponta cabeça - parte doisMushi de ponta cabeça - parte trêsMushi de ponta cabeça - parte quatroMushi de ponta cabeça - parte cincoMushi de ponta cabeça - parte cinco e meioSobre namorar japonesas no Japão...

• 7 colheres de açúcar
• 1 xícara de manteiga
• 3 gemas
• 1 xícara de leite
• 9 colheres de farinha de trigo
• 1 tampinha de pó royal
Levar ao forno em tabuleiro untado com manteiga. Cobrir antes de ir ao forno com bananas nanicas e polvilhar com açúcar, canela e manteiga. Levar para assar. Corte em quadrados.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

7 de dezembro. Chega na minha caixa postal um e-mail assim:

"Tudo bem?

Queria muito seu contato telefônico, estou fazendo uma matéria para a Folha de S. Paulo sobre os maiores doadores da cidade e soube que você é quem mais dá gibis para a Henfil.

Aguardo retorno,
Danila Moura
Folha de S. Paulo
revista sãopaulo
[repórter]
"

0_0!! <- minha cara na hora que li isso.


Coleciono quadrinhos de heróis desde época em que os anos começavam com "1" e tanto a leitura das revistas quanto o hábito de coleciona-las - procurar antiguidades, organizar as revistas e conservar a coleção - fazem parte da minha formação como pessoa, para o bem e para o mal^^
Problema é que na medida que a coleção cresce, outras facetas da tua vida também crescem, e uma hora você constata que não dá para carregar tudo o que você tem, vai ter de aliviar peso para continuar indo para a frente.

(Sim, isso foi uma metáfora. Se você for burrão, vai achar que eu carrego todos meus bens na mochila. Se for um simplório, vai pensar apenas nos gastos com revistas...)

Separei minhas revistas em três grupos: as que tem valor sentimental (afinal, por quê vou me separar das boas histórias? Ou das nem tão boas mas que carregam boas lembranças associadas? XD), as que tem valor monetário (tem coisas aqui que valem algum dinheiro, só preciso aprender a encontrar seus compradors) e o que não é coisa nem outra :P

Por um tempo, tentei vender aqui no blog os dois últimos grupos de revistas (procurem por "Inutilia Truncat" na busca da geladeira), mas vender uma coleção é algo a passos l...e...n...t...o...s... demais para quem quer se livrar de coisas que a cada a dia se parecem mais com desperdício de espaço.

Daí, achei melhor doar várias revistas (e alguns livros) para a escola onde meu pai trabalha e muita coisa para a Gibiteca Henfil. Foram muitas viagens com sacolas cheias de "formatinhos" e algumas revistas em formato americano, coisas que se vende por menos que o preço de capa no Mercado Livre. Para quê segurar? Já as consumi, não me apeguei, melhor passar adiante, para a comunidade ^_^

E pelo jeito, eu chamei a atenção de alguém...


Claro que pode ser spam ou algum tipo de golpe. Mas rapidinho chequei o nome da repórter no expediente das revistas e, numa googleada, achei o twitter da repórter e mais algumas indicações de que ao menos existia alguém na Folha com esse nome. Respondi, depois recebi resposta, etc ("Queríamos conversar com você para saber se topa vir aqui até a Folha hoje ou amanhã. Vamos entrevistá-lo e fazer fotos. É uma matéria bem bacana, queremos incentivar que mais pessoas façam doações. Quanto ao deslocamento, não se preocupe, o motorista da Folha irá buscá-lo e o leva para sua casa." "Que horário seria a matéria, pq trabalho em horário bancário e moro no extremo leste da cidade, quase Angola x)" "Peço para o carro te busar nesse endereço às 19h? ocê pode trazer uns mangás para fotografarmos junto?")

Aceitei. Dia sete foi uma quarta, na sexta chovia horrores e eu esperava portão esperando um veículo do jornal (insira aqui causos de aparecerem mil taxis na tua rua só pra te enganar, quando eles normalmente nunca passam por ali). E, sim, atrasou :P

E vou ser sincero: não esperava muito dessa entrevista, geralmente juntam muita informação, colocam pouca e pela própria proposta do texto, tava na cara que eu seria apenas uma peça em um mosaico. Aceitei pela curiosidade em ver uma das sedes do PiG grande redação por dentro e principalmente pela quebra de rotina. Afinal, era de graça e com transporte me deixando na porta de casa, né? :D


A entrevista em si foi rápida, a repórter foi simpática, rápida (era fim do expediente de sexta, relevem) e pontual. Levei algumas revistas mais coloridas, tirei uma dúzia de fotos (dois fotógrafos que sofreram para me fazer ficar numa pose decente e manter o sorriso até clicarem) e logo estava a caminho de casa - como previ, gastei mais tempo na ida ou na volta que conversando e fotografando.


Enfim, alguns domingos depois, dia 18:


Se você tocar com o ponteiro do mouse, a imagem cresce.


(Bizarro, dôo mil gibis não queria mais, viro matéria de meia página da revista da Folha e herói da família por tabela o.o')



E eis minha cara mal-lavada na revista, carregando gibi dos X-Men (a edição encadernada que aparece aqui) e camiseta com personagem do wannabook - Agnes :)
Quem me conhece sabe que a matéria tem mil errinhos, mas nada que vá me deixar careca de preocupação ou raiva :P "mushi-san" não é nome de personagem algum (culpem o ICQ e algumas colegas pela criação e perpetuação do nick) e nunca colaborei com a biblioteca Viriato Corrêa - lá era a gibiteca Henfil nos seus primórdios, e eu frequentava lá para assistir animes e ver amigos.


A semana pós-cara-feia-estampada-na-revista foi legal, parentes comentando, levando a revista pros colegas verem. O ego em alta, mas dividido: seria mais legal ser reconhecido por mérito próprio (tenho site, desenho toscamente, tenho textos incompletos que nunca terminam)(desenhos também), não por ter tomado uma decisão que pra mim foi simples bom senso.
No fim, tudo foi uma experiência legal, mas aí, no fim daquela mesma semana, aconteceu algo ruim. =(


...por isso que este texto só está saindo agora.

Ralar no liquidificador 1 coco. Juntar 1 lata de leite condensado, a mesma medida de açúcar. Levar ao fogo até dar ponto. Estender sobre mármore com manteiga.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

Foto do fim de 2009, achei legal as cores do fim do dia contrastando com incandecência das lâmpadas dentro de casa x)
Brinde: um gato de olhos amarelos olhando para você!

Com o liquidificador ligado, ralar um coco. Retirar do copo e juntar a 1kg de açúcar, 1 pacotinho de baunilha, 1 clara. Fazer bolinhas e passar no açúcar cristal. Colocar em papel de bala ou em forminhas de papel.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

Incrrível que tudo o que ando fazendo acaba virando série. Tsc.

Como divaguei antes, para minha última viagem eu fiz vários pequenos planos toscos e poucos funcionaram a contento. Um deles fazer novo fichário, escolher material e ilustrações à dedo (agora tenho uma caixa cheia de coisas random que podem acabar parando numa capa XD), colocar as coisas numa diagração decente...
Na prática, montei as coisas na pressa AO MESMO TEMPO em que fazia as malas -_-' O contact ficou cheio de ondulações, a montagem da imagem ficou tosca, tem partes sem figura alguma em cima. Meh.


Frente: xerox reduzidos de páginas de uma versão antiiiiiiiga de Klara que por sinal preciso escanear e colocar no meu DeviantArt, Klara: Cesta - Basket (ilustração que já tinha usado antes...), Catarina e Raquel (gostei muito destas duas cosplayando Caverna do Dragão ^^), algumas figuras de Maru, e na lombada, velhos flyers de Ranma½ que vieram encartados num tankohon, e (dá para ver só o volume no alto à esquerda), uma velha moeda de R$1, daquelas que perderam a validade ^^


Verso: um passe do metrô japonês (que desperdício nessa capa >_<), um ticket alimentação de algum evento passado e Klara bancando a Mestra Cozinheira.

Foi com issaí que circulei no Velho Mundo. Incrível que eu tenha passado na imigração... :P


Voltando para cá, cheio de tralhas acumuladas, tratei de fazer outro fichário: peguei um mapão de Berlim que peguei numa loja de souvenirs...

Frente: ...e colei um ampelmann (os simpáticos bonecos dos semáforos de lá, depois falo mais) verde. Plus, um selo britânico random, adesivos de bagagem e Cat e Raquel.


Verso: O ampelmann vermelho paira sobre o Tiergarten, abaixo, Raquel e Cat


Lombada: uma medalhinha de são Francisco de Assis que comprei no Vaticano. E adesivo que comprei de uma fanzineira anos atrás.



Interno: Mais Klara, um bilhete do metrô berlinense, um selo, uma ilustração random do Vingador e um salmo que me distribuíram nas ruas. Logo acima do Maru à esquerda fica a região onde moram os amigos que me hospedaram ^^


Acreditem, este post vai ser muito útil para as próximas postagens sobre Berlim, e acho que vocês imaginam por quê :P

Com liquidificador ralar separadamente: 1 coco cortado em pedaços, 1 pires de queijo. Retirar do liquidificador e juntar o coco, o queijo, 2 colheres de sopa de manteiga e ½ quilo de açúcar. Colocar em forminhas untadas e assar em banho maria. Depois de assados, colocar em forminhas de papel.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P


Quanto tempo não colocava Juju e Sansão aqui?

Ligar o liquidificador e ralar 1 coco, juntar uma lata de leite condensado e 4 ovos inteiros. Bater por 2 ou 3 minutos. Pingar em forminhas de papel. Levar ao forno.

Sobre isso de receitas no blog, leia aqui e aqui.
Aviso: Eu NUNCA cozinhei na vida, só estou digitando e postando ;P

About this Archive

This page is an archive of entries from July 2012 listed from newest to oldest.

June 2012 is the previous archive.

August 2012 is the next archive.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.

Pages

Powered by Movable Type 5.13-en